quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Futuro! Mas qual???

Ontem a noite ví uma criança chorando, já se passavam das 22:40h, estava esperando o bus pra ir pra ksa, tinha saído da facul. Meus olhos ficaram fitos nela, pois não era um choro qualquer, eram berros q no princípio dava dó quem via, mas quando começei a prestar mais atenção e ver a forma como ele falava cmg, pude perceber claramente o que aquele choro queria dizer. Simplesmente não era de fome que ele tava morrendo, (como a própria falou), sua fome era alimentada por um vício, e isso ficou claro, pq logo depois cadê os gritos? Ngm deu atenção e sem q eu percebesse ele tinha ido embora. O mesmo papo que eu escutei um dia quando estava na rodoviária, dizendo que faltava $0,50 para completar uma sopa de $2,00. Aonde que ele ia comprar uma sopa aquela hr da noite?
Me deu pena...não por ser um menino de rua, mas por toda situação... a culpa não é dele por está alí, por ter aquele vício, por fazer medo a alguns, por furtarem, etc... Já estamos tão acostumados q ne ligamos, aliás, nos acomodamos! Isso é lamentável, pq a tendência é piorar, nosso comodismo vai aumentar, aumentar e vai chegar ao ponto de... não quero nem pensar.
Só sei que aqueles berros ficaram gritando no meu ouvido e eu não sei como fazer p mandar calá-los, aliás, eu não devo fazer isso, devo gritar junto com ele, pra ver se assim, essa história tenha outro ponto final.
Mas como???

Que Deus nos abençõe!!!
Bjo bjo bjo***

Um comentário:

***MissUniversoPróprio*** disse...

Oi querida! Acabei de ver seu comentário e passei pra dar uma olhadinha aqui... muito legal tb, e com textos selecionadíssimos! ;) Bjos